1 2 3 4 5

Estrada Real - Caminho dos Diamantes - Dia 2 - Serro - Conceição do Mato Dentro

quinta-feira, 30 de junho de 2011
Segundo dia  da cicloviagem e ainda me recuperava da bendita esfiha estragada que comi na rodoviária de Sâo Paulo :-/ Acordamos cedo na Pousada do Queijo, que por sinal é uma ótima opção na cidade (construção recente, boa localização e ótimas acomodações a um bom preço). Neste dia seguiríamos de Mountain Bike para Conceição do Mato Dentro.

Vista da janela da pousada do Queijo


Foto de saída do 2o. dia - Igreja Matriz em Serro - MG

Depois de um breve tour pela cidade e de pegarmos indicações de saída com várias pessoas e seguimos pedalando. No caminho algumas placas da Estrada Real, mas os marcos mesmos não apareciam. E íamos perguntando a todos que encontrávamos se estávamos no caminho certo, se ali era a Estrada Real, e a resposta era sempre positiva. Mas a dúvida persistia.

E de repente, a estrada ficou vermelha :-/

No fim do dia descobrimos que pegamos um caminho alternativo, uma estrada que vai direto de Serro à Conceição com 65 kilômetros de extensão, e que não passa nas pequenas cidades ou vilarejos de Alvorada de Minas, Itaponhacanga, Tapera e Corrégos. Se pegássemos o caminho indicado no site http://www.estradareal.tur.br/ seriam 85 km com muuuito mais subidas. Até que demos sorte hehehe


Os pontos negativos dessa rota alternativa estão no fato de que passar sem conhecer estes vilarejos e de que a estrada estava com muuuuito pó de barro em especial nos trechos onde havia obras.

IMPORTANTE: Se vocês forem pegar essa estrada direto, parem para almoço ou lanches no Restaurante do Ciro, que é o único neste trecho de 65 kms.



A flor no mais puro branco, contrastando com a vegetação marron de tanto pó



Acabamos chegando cedo em Conceição e já percebemos que na cidade algo de especial estava acontecendo: As ruas estavam cheias,  haviam cavalos por todos os lados, feira lotada e até um pequeno parque de diversões para a criançada. Ficamos sabendo depois que chegamos bem na época da festa anual do Jubileu do Bom Jesus do Matosinho, que segundo informações dos moradores acontece há mais de 220 anos na cidade.


Taí o retrato da galera no fim do pedal - " Só o pó" ;-)


As demais fotos pode ser vistas em slide show clicando na figura abaixo:

Nesta noite dormiríamos na pousada Ouro do Vintém, que fica no centro histórico da cidade. Também uma ótima opção a um bom preço.

A região de Conceição do Mato Dentro possui enorme riqueza natural, entre elas esta mostrada na foto abaixo, a Cachoeira do Tabuleiro, a maior do estado de Minas com queda de 273 metros de altura, e o Canyon do peixe Tolo, com sua cachoeira de 200 metros de queda livre. Mas não foi desta vez que pudemos visitá-los :-( , pois o tempo estava curto e viajávamos com data para chegar, mas fica a dica para quem for viajar para lá com mais tempo.



O dia acabou com 64 kilômetros percorridos, 1078 metros de ascensão acumulada. Veja abaixo o trecho em GPS fizemos (caminho direto) e abaixo o caminho que passa pelas vilas.

Estrada Real - Caminho dos Diamantes - Serro - Conceição - Direto


EveryTrail - Find trail maps for California and beyond


Estrada Real - Caminho dos Diamantes - Serro - Conceição do Mato Dentro


EveryTrail - Find hiking trails in California and beyond

Em breve relato, fotos e trajetos em GPS do terceiro dia: Conceição do Mato Dentro - Itambé do Mato Dentro.

Para ver os dias anteriores clique no marcador "Estrada Real" abaixo.


E VAMOS PEDALANDO...

4 comentários:

Fernando Mendes disse...

Por ter optado em percorrer Serro Conceição pela MG-010, vcs deixaram de passar em Alvorada de MG, Itapanhoacanga, Tapera e Córregos. Perderam, dessa forma, o trecho mais bonito do Caminho dos Diamantes.

Fernando Mendes disse...

Qndo puderam, façam a rota Serro a Conceição pela ER. A MG-010 é uma rodovia lotada de caminhões das mineradoreas.

Fernando Mendes disse...

Percorri a ER (Diamantina a Paraty) em Maio 2011. 15 dias inesquecíveis.

Pedro Barreto disse...

Pois é Fernando, acabamos seguindo indicações dos moradores que descobrimos mais tarde estarem erradas e não pegamos o caminho que pssa nestas cidades de Itapanhoacanga, Tapera e Córregos. Um outro colega foi pelo caminho certo e pelas fotos eu vi o que perdemos :-/ Valeu pela dica Fernando. Abraços